Postado em 31/03/2014 11:55 por
Thassila Vieira Gangi

Pra variar, na net… achei essa receita MARAVILHOSA de pãozinho de maçã no blog daAkemi. E gente… não resisti de fazer a receita… tanto pela beleza na forma de maçãs, quanto pelo sabor…. que lembra um sonho. Mas muito mais saboroso! Pela combinação do doce de maçã com a a canela.

Bem… não tem como explicar tanto o sabor né.. por tanto… façam a receita! E depois me contem! rs

A receita estou colocando meio na integra… mudando apenas o que eu fiz de diferente…

E eu fiz essa mesma receita para o Chá de Cozinha da Érica, com corante vermelho...ficaram a coisa mais linda também. Vou postar as fotos dos dois.

Massa:

  • 3 xícaras menos 2 colheres de sopa de farinha de trigo (400g);
  • 2 colheres (chá) de fermento seco para pão (6g);
  • 4 colheres (sopa) de açúcar (40g);
  • 1 ovo grande (60g);
  • 220ml de leite morno;
  • ½ colher (chá) de sal (3g);
  • ¼ xícara de manteiga amolecida (50g).

Compota de Maçãs:

  • 2 maçãs;
  • 7 a 8 colheres (sopa) de açúcar (70 a 80g);
  • 1 colher (sopa) de suco de limão;
  • canela em pó a gosto.

Creme de Confeiteiro:

  • 200ml de leite;
  • 2 gemas (40g);
  • 4 colheres (sopa) de açúcar (40g);
  • 2 colheres (sopa) de farinha de trigo (20g);
  • essência de baunilha;
  • 1 a 2 colheres (sopa) de leite condensado (coloquei um pouco mais que 2, pois gosto bem docinho e tinha um restinho na geladeira… e usei tudo para acabar.);
  • 1 colher (chá) de licor Cointreau (não faço nem ideia do que seja isso! Na real! rsrs… mas… quem souber e quiser usar. Sinta-se a vontade! Pra mim não fez falta não!).

Finalização:

  • ovo batido para pincelar
  • palitinhos salgados (usei Stiksy da Elma Chips)
  • amêndoas em lascas (não achei para comprar… então ficou sem! Infelizmente!)        

 

Começando pelos recheios que precisam estar frios na montagem.

Para a compota, descasque as maçãs e pique em cubinhos de 1cm. Coloque num refratário com o açúcar, cubra com filme plástico deixando uma pequena abertura para que o vapor escape e leve ao microondas. Deixe 10 minutos em potência média (600W) misturando na metade do tempo. Depois, junte o suco de limão e canela em pó, mexa bem e leve por mais 5 a 8 minutos no microondas (no meu caso 8 minutos), sem filme plástico até que quase seque o caldo. Despeje num prato e deixe esfriar.

Para o creme de Confeiteiro, coloque numa vasilha, coloque as gemas e o açúcar. Bata na batedeira, porque ninguém merece ficar com dor no braço depois que terminar a receita né. Peneire a farinha de trigo e misture até incorporar. Numa panelinha, coloque o leite e leve ao fogo. Quando começar a borbulhar nas laterais, tire do fogo e despeje em fio na gemada, na velocidade baixa da batedeira. Na receita original, mandava usar o fuet, porém minha coordenação é “ótima”! Então nem cogitei essa idéia. Mas se você leva jeito… vai fundo na ideia! Que economiza louça suja e energia! Procure só misturar, sem bater. Leve ao fogo moderado/forte. Misture sem parar até começar a engrossar. Use uma espátula ou fouet de silicone. Mexa vigorosamente  para não encaroçar. Eu usei maizena para fazer o creme, e achei que endureceu de mais… então quando estava quase no ponto acrescentei mais um tiquinho de leite e deixei ferver mais. Mas não foi muito não! É preciso continuar a mexer por mais alguns segundos depois que o creme encorpar, você vai perceber uma sutil mudança de opaco para brilhoso. Tire do fogo, junte a baunilha e leite condensado e misture bem. Despeje o creme num prato e cubra com filme plástico bem rente. Deixe esfriar.

Agora a massa… Tenho achado muito mais prático usar a batedeira com o gancho de massas pesadas. E como já tinha tirado ela do armário mesmo… achei muito mais simples. Mas claro… tem dia que na mão ou na máquina de fazer pão é mais prático. Depende do humor… bater na massa as vezes é super relaxante! rsrs Como a Akemi também fez na batedeira… vamos aos passo:

Gosto de fazer o fermento separado. Então… eu coloco numa vasilha que eu consiga bater com o mixer o leite morno, o açúcar e umas 2 colheres da farinha de trigo. E bato até ficar bem uniforme. Daí coloco na batedeira a farinha de trigo, o ovo e essa mistura. Dou uma leve misturada e coloco para bater com o gancho por cerca de 10 minutos. Logo que a farinha se incorporar, verifique se há necessidade de colocar mais leite. Para mim, a quantidade pedida na receita deu certinho. Depois de 10 minutos, junto o sal e a manteiga. Nessa hora parece que a manteiga não vai se incorporar na massa NUNCA! Daí eu joguei umas 2 colheres de farinha, aos poucos. E continua a bater até que tudo seja incorporado. E deixa sovar mais uns 5 minutos até que a massa fique bem lisa e elástica. E olha… fazia tempo que não fazia uma massa tão elástica e bonita.

Daí é só tirar a massa, com as mãos untadas com manteiga ou óleo modelo a massa numa bola e coloco numa vasilha levemente untada com óleo. Cubro com filme plástico e deixo fermentar, dentro do forno meio aquecido, até dobrar de volume (uns 40 minutos).
Dou alguns soquinhos na superfície para tirar o gás acumulado e tiro a massa na mesa. Se a massa estiver pegajosa, pode enfarinhar levemente a mesa. Divida em 16 porções (mais ou menos 50g cada). E como meu olho é MUITO ruim, peguei a balança e fui literalmente pesando certinho! rs Modelo em bolinhas, cubro com pano e deixo descansar, no forno novamente, por 10 minutos.
Enquanto isso, separe 16 forminhas de papel, de preferência anti-aderente, e coloco dentro da forminha metálica de fazer pão de mel. Transfira o creme de confeiteiro para uma vasilha, junte o licor caso esteja utilizando e bata com fouet até voltar a ficar cremoso e liso.

Pegue uma bolinha e abra com se fosse fazer coxinha. Coloque primeiro 1 colher de chá cheia de creme e outra de compota de maçã (Se colocar primeiro maçã e depois creme é mais chatinho na hora de fechar).

Puxe a massa de um lado e de outro e feche. Depois pegue os lados contrários e feche e assim até que consiga fechar inteiramente. Tome cuidado para que o recheio não entre em contato com as pontas da massa que serão fechadas porque ela não vai grudar. É importante puxar a massa primeiro para depois prender. Modele numa bolinha e coloque na forminha de papel com a emenda para baixo. Faça o mesmo com todas as bolinhas.

Depois, quebre o palitinho salgado na metade e enfie até o fundo da bolinha, porém sem furar o fundo. Deixe descansar até dobrar de volume (20 a 30 minutos), e eu sempre coloco no forno quentinho…que acelera todo o processor.

Depois deste descanso, empurre os palitinhos para o fundo novamente. Pincele uma fina camada de ovo batido sobre cada bolinha (eu caí na bobeira de bater com o mixer, para diluir aquela gosma da clara, porque se não parece que não da pra passar por cima do pão. Porém a ideia foi boa mas não valida…ficou meio espumoso meu ovo, e não ficou bonito na hora de passar por cima. Mas… ficou coradinho mesmo assim! rs).

Se você tiver as amêndoas em lascas… agora é a hora de coloca-las ao lado do palitinho, para imitar uma folhinha. Leve para assar em forno pré-aquecido a 190˚C por cerca de 20 a 25 minutos ou até que esteja bem dourado. Deixe esfriar sobre uma grade e armaze em sacos plásticos depois de frios.

Fotos

Top receitas

Uma opção de strogonoff para vegetarianos (bem melhor do que usar glutem e afins) é esse de cogumelos. Fiz e todo mundo amou! 

Usei 2 bandeijas de cogumelo paris e 1 de shitake (só higienizar com um pano e picar)
Piquei 2 cebolas grandes em quadradinhos e deixei refogar bastante. 
Depois coloquei alho (acho que foram uns 3 bem grandes deu uma colher de sobremesa bem cheia depois de socado)
deixei dorar e coloquei o cogumelo. Deixei dar uma secada e como usei uma panela de ferro enquanto a cebola refogava ela deu uma grudadinha no fundo da panela e pra soltar essa raspinha que da um sabor bem gostoso (não é queimado! rs) coloquei tipo umas 2 colheres de sopa de vinho branco e raspa bem o fundo da panela pra sair essa raspinha. Mas pode ser qualquer coisa acida (tipo suco de laranja ou limão...) mas essa parte é opcional. Depois que o vinho secar coloca os tomates picadinhos em quadradinhos também (acho que usei uns 6 tomates). Deixa secar um pouco para o tomate desmanchar.

Separadamente faça tipo um molho branco (derrete uma colher de margarina ou manteiga e coloca ums 2 colheres de farinha. deixa dar uma dourada e vai colocando o leite aos poucos e misturando) Depois coloque um pouco de queijo parmesão ralado no molho pra dar um sabor. Rale nós moscado a gosto.
MIsture o molho branco nos cogumelos.
Tempere com pimenta do reino moida na hora e sal.

Sirva com arroz e batata palha ou uma batata assa tipo essa que fica uma delícia também. E não esquece da salada! rs

Para um almoço sem carne e super saboroso fiz essa receita no outro dia Tomate Recheado e fiz também o Omelete de um jeito que ficou tão gostoso e fofinho! Agora estou meio viciada nessa "receita"! rs mas tem um truque pra ele ficar perfeito!

Omelete

Se a fome for muita, pode fazer 2 ovos por pessoa. Aqui em casa o povo achou muito. Então numa próxima vez talvez eu faça 1 e meio ou só 1 mesmo para cada um.

Quebre o ovo numa vasilha e tempere com sal e pimenta do reiono moida na hora. Misture com um garfo até incorporar bem a gema com a clara.

Numa frigideira coloquei um pouquinho de manteiga e ligue o fogo(bem baixinho). Quando derreter jogue o ovo. Quando ele der uma coagulada nas laterais, com uma colher de silicone (uso essa para não riscar a frigideira) Vá puxando essa bordinhas para o centro até não ter mais nada liquido para preencher essa puxada. Daí você dobra a omelete no meio e deixa dorar de um lado e depois do outro. Então só servir. Ela fica bem bonita e super saborosa.

Se quiser pode colocar mais temperos. Eu ainda não tentei fazer esse sistema com recheio para saber se da certo. Vou tentar em breve com abobrinha e conto aqui pra vocês!

Tomate recheado com Farofa

  • ½ xícara de Farinha de rosca
  • ¼ xícara de Parmesão ralado na hora no fino
  • 1 dente de Alho (se gostar mais forte pode colocar a gosto)
  • Azeite a gosto
  • Sal a gosto
  • Chimichurri a gosto (e pode ser outras ervas como tomilho, alecrim ou o que preferir)
  • 4 Tomates (de preferencia o Débora ou o Italiano que são mais saborosos)

As quantidades são: 2 tomates por pessoa. E a farofa tem as quantidades para ter uma noção. Mas no fim é meio na intuição. 

Corte a parte de cima do tomate (do olhinho) e tire as sememtes. Deixe ele de cabeça pra baixo para escorrer bem a água. Enquanto isso misture a farora. Ela é uma farofa um pouco mais humida  e tem que ser temperadinha para dar gosto para o tomate.  Depois é só rechear e colocar numa forma untada e colocar para assar até a farofa ficar douradinha e a casca do tomate rachar. Gente fica uma delícia! 

Massa:

  • ½ kg de farinha de trigo;
  • 1 ovo;
  • 1 copo de leite;
  • ½ xícara de óleo;
  • 2 colheres de fermento granulado (de pão);
  • 1 colher (sopa) de açúcar;
  • Sal a gosto.

Recheio:

  • 1,5l de leite
  • 2 colheres de sopa de vinagre de maçã
  • 2 tomates sem sementes picados em cubos
  • 1 dente de alho bem socado no pirão
  • sal a gosto
  • Oregano
  • Pimenta do reino moida na hora a gosto
  • 2 colheres de sopa bem cheias de Maionese
  • 1 lata de milho verde escorrida
  • azeitona picadinha

Modo de preparo:

Para a massa eu simplesmente coloquei tudo na maquina de fazer pão. Começando pelos liquidos e terminando com o fermento por cima. Mas se não tiver é só misturar tudo, sovar e deixar crescer. 

Enquanto a massa cresce faça o recheio. Coloque o leite para ferver. Quando ele estiver borbulhando coloque o vinagre e desligue o fogo. Misture e deixe agir por uns 5 minutos. Depois escorra em um pano. (o leite talha todinho. E sobra só o soro... uma água meio amarelinha que você pode guardar e utilizar para fazer bolos no lugar do leite ou água. Ainda não testei para saber se deixa algum gosto diferente. Quando testar eu conto!) Depois é só misturar todos os ingredientes. Não deixe muito mole o recheio para evitar vasar. Então coloque a maionese aos poucos. E lembre de colocar o sal só no final pois a maionese, a azeitona e o milho já são meio salgados.

Depois abra em pequenos retangulos e coloque o recheio dentro. Enrole e feche bem todas as pontas. Lembre de não colocar muito recheio nas pontas pois onde ele encosta a massa não gruda mais.

Coloque em formas para pães. Eu utilizei 4 formas pois a minha é a menor que tem. Mas se a sua for maior divida a massa em 3 ou 2 vezes apenas.

Se não tiver forma para pão você pode colocar um do lado do outro numa forma retangular. Quando assar eles crescem um pouco e grudam um ao outro mas da certo também.

Deixe crescer até dobrar de volume e coloque para assar até dourar.

Fica uma delícia!! E super lindo!

 

Hoje a receita é bem gostosa e prática. Da até para deixar  a massa pronta por alguns dias na geladeira e só selar na hora de usar. 

Hamburguer de Berinjela

Ingredientes:

  • 1 berinjela cortada em cubos
  • 1 cebola cortada em cubos
  • 4 dentes de alho descascados
  • azeite
  • farinha de rosca
  • 1 ovo
  • Sal
  • chimichurri
  • orégano

O modo de fazer é bem simples. Coloque a berinjela, a cebola e o alho para assar até que fique td meio dourado. Coloque então um pouco de água para ajudar a não queimar e a amolecer mais os ingredientes. Depois coloque tudo no processador e acrescente o sal, azeite, temperos e a farinha de rosca até dar o ponto desejado (que é tipo uma massinha de modelar para formar o hamburguer). Depois é só fazer uma bolinha e achatar.

Passe então no ovo batido e depois na farinha de rosca.

Numa frigideira bem quente coloque o hamburguer até dourar dos dois lados. Sirva com um pão bem gostoso. No caso usei esse integral, piquei um tomate e só. Mas você pode colocar mais algum queijo, alface, omelete... o que quiser, pois fica bem gostoso!

Fiz até um que não gosta de berinjela comer e falar que gostou! rs 

Achei essa receitinha e adorei... facil de fazer prática, e super saborosa!

Pãozinho de Grão de Bico

  • ½ xícara de grão de bico cozido e amassado
  • ½ xícara de polvilho doce
  • ½ xícara de polvilho azedo (se não tiver pode usar 1 xícara só do polvilho doce ou só do azedo, mas lembrando que muda o sabor né)
  • 1 ovo
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • 1 ou 2 colheres de sopa de água
  • sal a gosto
  • 2 colheres de sopa de geregelim
  • orégano (se quiser comer com recheio doce daí não coloca o orégano)

O grão de bico pode ser amassado com um garfo ou batido no processador (fica mais fininho no processador) depois misture todos os ingredientes. Só a água que tem que colocar aos poucos para não passar do ponto. A massa fica parecendo massa de pão de queijo. Daí com uma colher eu fui colocando colheradas numa forma e coloquei para assar até que eles ficassem douradinhos.

Retire e como puro e quentinho. E no dia seguinte você pode colocar uma fatia de queijo branco e colocar na sanduicheira. Fica parecendo feito na hora. Uma delícia! E o melhor que é fit né! rs

Tortinha de arroz integral com ovo

  • 1 xícara de arroz integral
  • 3 ovos 
  • 2 colheres de sopa de creme de leite
  • 2 dentes de alho socado com sal
  • 2 colheres de sopa de farinha integral 
  • Cheiro verde a gosto
  • 1 colher de café de fermento de bolo
  • Curry a gosto
  • Sal e pimenta do reino moída na hora

Misture 1 ovo com o restante dos ingrediente. Coloque essa massinha numa forma (eu utilize 2 panelinhas de cerâmica de uns 8cm). Coloque a massa no fundo e nas laterais mas deixe mais afundado no meio para depois colocar o ovo nele (vai ficar um afundado no meio). Coloque para assar até ele ficar meio dourado mas ainda um pouco mole no centro. 
Então retire do forno e coloque 1 ovo em cada uma das panelinhas. Jogue sal e pimenta por cima e volte para o forno até esse ovo estar cozido como desejar. Eu gosto dele mais durinho. 
Sirva com sua salada preferida. Aqui eu coloquei aida alface e salada de grão de bico com tomate e cenoura.
Gente ficou uma delícia!  E super facinho de fazer! E ainda dá pra aproveitar o arroz que sobrou na geladeira.

Essa receita é famosa na minha família. Mas a versão com farinha branca que eu postei aqui. Eu ando tentando tirar ela da alimentação então fiz essa versão com farinha integral. E ficou tão gostoso! Só que a massa não cresceu muito... ficou meio crocantinha. acho que eu coloquei a água muito quente.

Massa do Jacaré

  • 300 gr. de farinha de trigo branca;
  • 200 gr. de farinha de trigo integral
  • 1 ovo;
  • 1 copo de água morna;
  • ⅔ xícara de óleo;
  • 2 colheres (sopa) de fermento granulado (de pão);
  • 1 colher (sopa) de açúcar;
  • Sal a gosto.

Modo de fazer:

Misture todos os ingredientes e sove por alguns minutos. A massa vai ficar elastica e não gruda na mão. Deixe cresver por 30 minutos mais ou menos (ou até dobrar de volume).

Despois é só dividir a massa em 2 e abrir um retangulo. Colocar o recheio no meio e da uma espalhada (sem chegar nas pontas) e enrolar. Deixe crescer novamente e coloque para assar até ficar douradinho. Se quiser pode passar gema por cima que ajuda a ficar ainda mais douradinho. Mas eu não gosto, me atrapalha de ver o ponto da massa rs.

Recheio de Palmito com tomate

  • 1 cebola picada em quadradinhos bem pequenos
  • 2 dentes de alho amassados
  • 2 vidros de palmito
  • 1 lata de tomate pelado
  • ½ copo de água
  • 2 colheres de maizena
  • ½ copo de requeijão
  • sal, pimenta e orégano a gosto

Refogue a cebola em um pouco de óleo até ela dourar bem. Eu costumo colocar um pouquinho de água depois que ela começou a dourar pois ajuda a murchar completamente a cebola (eu não gosto que ela fique crocante e apareça). Depois que a água secar você coloca o alho no fundo da panela (abre um buraquinho na cebola) deixa dar uma dourada e mistura. 

Depois coloque o tomate pelado picado e o palmito picado em rodelas. Mistura e coloca a maizena ja misturada na água. Deixa ferver e por ultimo acerta o tempero e coloca o requeijão. Se achar que ficou muito mole coloca mais maizena. O recheio muito mole dificulta na hora de fechar a massa, porém fica muito mais saboroso na hora de comer! rs

Eu esqueci de colocar azeitona mas combina muito bem. E se quiser colocar ovo cozido e picadinho também fica bem gostoso. E se preferir fazer algum outro recheio ou acrescentar queijos... certeza que ficará uma delícia!

Hoje a receita foi uma amiga que passou. E gente...fica uma delícia! 

Fazia tempo que eu procurava uma receita de pão apenas com farinha integral (pois a maioria é só um pouquinho!) e essa fica macia e saborosa na medida certa!

Pão Integral

  • 5 xicaras de farinha de trigo integral
  • ¾ xícara de gergelim, linhaça, chia, aveia, uva passa, castanha (aqui você completa os ¾ de xícara com o que você quiser para dar mais sabor ao pão. Se quiser algo mais adocicado coloca uva passa. Se quiser mais sabor coloca castanha. Eu coloquei gergelim, linhaça e chia)
  • 16 gr. de fermento para pão (granulado)
  • 3 colheres sopa de açúcar
  • 1 e ½ colher de sobremesa de sal
  • 10 colheres de sopa de óleo
  • 1 ovo
  • 490 ml de água morna

Modo de preparo

Eu fiz a massa na máquina de fazer pão. Mas... você pode fazer na mão mesmo. Tem que misturar todos os ingredientes e sovar por uns 15 minutos. A única coisa que a receita é bem mole então talvez grude muito na mão. E tem que ficar mole para o pão ficar macio mesmo. Talvez tenha que misturar com uma colher de pau. E deixar crescer até dobrar de tamanho. Depois faz o formato que deseja e deixa crescer de novo. E depois coloca para assar em fogo médio.

Se for fazer na máquina de pão é só colocar no modo de massa. Deixa o tempo que a máquina pede e depois só dar o formato e deixar crescer novamente e colocar para assar. Só cuidado pois ele é um pão bem escurinho por natureza. Se não tomar cuidado pode assar de mais ou de menos rs.

 

Hoje a receita é de um suco que pra mim foi uma grande surpresa. 

Eu amo chá de Erva Cidreira mas suco eu nunca tinha tomado. E outro dia fui no chá de bebê de uma amiga e um dos sucos era esse. Experimentei e simplesmente me apaixonei! E a receita é super facil:

  • 1 punhado de Erva Cidreira (eu enchi o liquidificador. Só dei uma cortada com a tesoura para fechar)
  • 6 limões
  • 1,5 litros de água bem gelada
  • 10 colheres de sopa de açúcar (ou o quanto achar necessário)

Bate a Erva Cidreira no liquidificador com a água. Fica um "mato" bem pesado então bata aos poucos. Depois é só coar tudo. Espreme os limões (pra essa receita nem pensar em bater eles inteiros pq se não amarga e fica ruim) e coloque o açúcar. Bata no liquidificador para ficar bem misturado e depois só server com bastante gelo (pois quanto mais gelado mais gostoso!).

Receita simples mas super gostosa!

Ingredientes:

  • ½ xícara (chá) de farinha de trigo
  • ½ xícara (chá) de farinha de trigo integral
  • 1 colher (sopa) de farelo de trigo
  • 1 colher (sopa) de gérmen de trigo
  • 2 colheres (sopa) de quinua
  • 1 colher (sopa) de aveia
  • 2 colheres (sopa) de açúcar mascavo
  • 2 colheres (sopa) de fermento químico em pó
  • 1 colher de (chá) de sal
  • 1 xícaras (chá) de leite de soja (sem açúcar)
  • 2 colheres (sopa) de óleo
  • + água para dar o ponto
  • 3 Bananas madura
  • 6 colheres de mel

Ingredientes:

Coloquei a quinua e a aveia para cozinhar, até elas ficarem levemente macias.

Para o recheio/cobertura pique as bananas em rodelas em uma panela e coloque as colheres de mel por cima. Se achar que ficou pouco doce coloque mais ou menos de acordo com o seu gosto. Deixe ferver e dar uma desmanchada na banana. Enquanto isso vá terminando a massa da panqueca. Se quiser você pode acrescentar canela nesse doce que fica muito bom.

Para a massa misture todos os outros ingredientes restantes (menos o fermento, a banana e o mel). Depois quando a quinua estava cozida misturei junto e quando a mistura deu uma esfriada coloquei o fermento… e ele cresceu. Ficou parecendo massa de bolo. Daí esquentei a frigideira, e coloquei uma concha grandona … e só fazer a panqueca igual sempre. A massa fica bem amarelinha, linda! E super gostosinha!

Na hora de servir coloque o dece ainda quente e rale um queijinho por cima. Ele vai derreter e ficar uma delícia!

Lembrando que essa amssa combina com recheios salgados também e outros doces. Só usar a imaginação.